(45) 3025-3222 / 3031-1915 / 3031-1869

Basta de Vergonha! Pela moralização da Política em Foz do Iguaçu

O município está mergulhado numa crise política e moral sem precedentes. O cenário, em ebulição, agravou-se, mais ainda, com os impactos da Operação Pecúlio, deflagrada pela Polícia Federal, que levou à prisão o Prefeito e dez vereadores, além de denunciar centenas de servidores públicos e empresários envolvidos em esquemas de corrupção. O ápice da imoralidade foi a posse de 5 vereadores escoltados por policiais, sob fortes protestos, que ganhou repercussão nacional e envergonhou toda a comunidade. Indignada, a população reage. Não se cala diante de tantos desmandos.

Após muita pressão, os vereadores foram impedidos de exercer suas funções enquanto respondem às acusações. O clamor popular levou a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) – Subseção Foz do Iguaçu, juntamente com a Associação Comercial e Industrial (ACIFI) e o Observatório Social a promover a campanha “Basta de Vergonha! Pela moralização da política”, que tem caráter apartidário, em consonância com os princípios das três instituições.

Com a renovação da Câmara de Vereadores e a partir das novas eleições, o movimento reivindica a abertura imediata da comissão processante para a apuração da quebra de decoro parlamentar dos vereadores eleitos e suplentes denunciados na Operação Pecúlio; redução, em lei, para 02 assessores legislativos por gabinete com remuneração máxima de 50% dos vencimentos do vereador; prestação de contas mensal das atividades de fiscalização dos gastos públicos mensais; e a criação de mecanismos legais e efetivos para garantir a transparência da gestão pública municipal.

Campanha nas ruas

A campanha está mobilizando os iguaçuenses em diversas empresas e instituições de ensino, como escolas e universidades. Os candidatos a prefeito também participaram de ação, na sede da ACIFI, onde se comprometeram com as reivindicações. A população está vestindo a camisa, adesivando os carros, colando cartazes, distribuindo panfletos, bottons, além de uma série de outdoors em locais estratégicos da cidade e uma intensa campanha nas redes sociais. Também estão programadas algumas blitz no centro da cidade.

Para o presidente da OAB, Subseção Foz do Iguaçu, Valter Cândido Domingos, o legislativo municipal deve ser atuante e caminhar ao encontro dos anseios do iguaçuense. “Os vereadores precisam demonstrar que estão realmente trabalhando em prol da nossa cidade”, afirma, destacando que “buscaremos dialogar com o prefeito eleito para que essas medidas sugeridas na campanha sejam implementadas no executivo municipal também”.

Valter enfatiza, ainda, que essa campanha busca maior participação da população na fiscalização dos atos dos poderes públicos, seja ele legislativo ou municipal.

“Entendemos que é de suma importância a participação popular, buscando tomar conhecimento dos projetos apresentados na câmara municipal, tanto pelos vereadores como pelo prefeito.

Os eleitores precisam saber que trabalho esta sendo realizado e acompanhar a tramitação dos projetos apresentados, para que futuramente possam cobrar as promessas de campanha ou mesmo sugerir projetos de interesse da comunidade”.

Moralização – “Fomos parar de forma vexatória no noticiário diante do absurdo de vereadores saírem em viaturas da cadeia para tomar posse na Câmara Municipal. É lamentável ter notícias diárias sobre denúncias de corrupção envolvendo agentes públicos que desviaram dinheiro da população”, afirma Leandro Teixeira Costa, presidente da Associação Comercial e Industrial de Foz do Iguaçu (ACIFI). Para ele a campanha é muito positiva, pois sensibiliza e mobiliza a população, de diferentes setores, em apoio à causa. “De empresários a trabalhadores, feirantes a consumidores; todos engrossaram o grito pelo basta de vergonha”, disse.

Já o presidente do Observatório Social, Juliano Bicicgo, destacou que a indignação é generalizada na comunidade. Segundo ele, o descrédito é enorme em relação aos políticos em virtude da propaganda negativa nacional. “A campanha é um clamor da sociedade que ouvimos por onde passamos”, destaca.

Apoio – O delegado-chefe da Polícia Federal em Foz do Iguaçu, Fabiano Bordignon, afirma que a PF, em conjunto com o Ministério Público Federal e a Justiça Federal, continua com a Operação Pecúlio a todo vapor para investigar denúncias de corrupção envolvendo a Câmara Municipal (legislatura passada) e a Prefeitura (gestão anterior). Para ele, a campanha é uma iniciativa muito importante em virtude dos problemas recentes na cidade. “O papel da Câmara de Vereadores não é só de legislador, mas de fiscalizador. O que a gente percebe é uma falta de atuação da Câmara de Vereadores em ver o que está acontecendo na cidade e no governo. Isso depois acaba dando trabalho ao sistema de justiça criminal”, pondera.

Fotos: Roger Meireles

Compartilhe:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram